Ayni R. Capiberibe

Ayni R. Capiberibe

"Perfil de autora é uma coisa complicada: se dizemos pouco, parece simplicidade presunçosa e insincera; se dizemos um pouco mais, parece vaidade e pedantaria." Mas vou tentar falar um pouco sobre mim:
Oie, eu sou a Ayni, vulga travecona da Peste.
Eu sou uma trans física-matemática, historiadora e socióloga da ciência que adora escrever sobre ciência, história, sociologia e matemática e essa é um pouco da minha história profissional.
Nasci em Campo Grande, MS e resido nessa cidadezinha até hoje.
Fiz faculdade de Jornalismo (Comunicação Social) pela UNIDERP, mas nunca exerci a profissão.
No mesmo ano em que eu me formei em jornalismo comecei o curso de Física na UFMS.
Na física descobri a minha vocação: História e Sociologia da Ciência e Teoria da Relatividade, que foram os temas da minha pós graduação.
Fui professora de Física, mas problemas de saúde me forçaram a deixar a sala de aula.
Atualmente sou pesquisadora em Estudos Sociais da Ciência, com ênfase em Teoria da Relatividade, em Álgebras Geométricas, com ênfase em Anéis Hipercomplexos, e Topologia de Baixa Dimensão do Espaço-Tempo.
Sou membra da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), da Sociedade Brasileira de História da Ciência (SBHC), da Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências (ABRAPEC) e da Associação Brasileira de Estudos Sociais das Ciências e das Tecnologias (ESOCITE).
Por divergências políticas, não sou filiada à Sociedade Brasileira de Física (SBF), embora não negue a sua importância.
Fui pesquisadora do Laboratório de Ciências Atmosféricas (LCA), atualmente estou como pesquisadora não-remunerada Grupo de Estudo e Pesquisa em Ensino de Ciências e Tecnologia (GEPECT).
Até o momento escrevi seis livros de uma coleção única intitulada: O Princípio da Relatividade e que você pode abaixar de graça no Libgen ou no meu site: www.alrisha.webnode.com

Sobre a minha carreira como pesquisadora:
Nos estudos sociais da ciência, realizei análises micro-históricas dos trabalhos de Poincaré e Einstein e os submeti a uma análise comparada, mostrando que as duas abordagens são epistemologicamente equivalentes e que Poincaré foi mais a frente do que Einstein, porém esse fato acabou sendo um revés, pois a comunidade científica ainda não estava pronto para sua abordagem. Esse estudo se encontra pormenorizado nos dois primeiros volumes de O Princípio da Relatividade.
Na topologia de baixa dimensão do espaço-tempo, eu criei uma função hipercomplexa, que denominei de função de Poincaré, e me permitiu unificar todos os anéis hipercomplexos e todas as topologias do espaço-tempo.
Nas álgebras geométricas, desenvolvi uma teoria das dimensões negativas, com base em anéis hipercomplexos, que permitiu estabelecer a topologia do tempo e a topologia do espaço, de acordo com a topologia unificada que eu construí.
O volume 5 de O Princípio da Relatividade contém os resultados dessas duas abordagens.
Recentemente, eu demonstrei que se o espaço for uma S³ esfera, então o tempo é o volutor desta estrutura e os resultados que mencionei agora pouco são consequências naturais da álgebra geométrica.
Além da ciência, eu e as minhas sisters e brothers criamos o projeto Trans-Educar para poder ajudar e incluir socialmente transgêneros como nós.
Também sou criadora de conteúdo no Física sem Arrodeios, colunista no A Voyager e divulgadora científica no Manas da Ciência.
Parafraseando Bishop, em Aliens: "Nada mal para uma travesti"

Olá! Que bom te ver aqui novamente! :-)

Login para sua conta

Criar Novo Perfil

Preencha os campos abaixo para se inscrever

*Ao fazer o registro no site Voyager, você concorda com os Termos de Uso e a Política de Privacidade.

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.